Em “Manda Bala”: Jader Barbalho e Magrinho, 2 sequestradores do Brasil. Qual é pior?

Standard

Manda Bala Poster

Manda Bala é uma obra prima. Esse documentário mostra o político criminoso (desculpe o pleonasmo), Jader Barbalho, que rouba a dignidade de milhões de brasileiros e ainda consegue ser dono de todas as redes de comunicação paraense e, assim, manipular esses mesmos milhões a continuarem votando nele. Do outro lado, o filme mostra o sequestrador criminoso, Magrinho, que usa parte do dinheiro conseguido com os sequestros e assaltos a banco para comprar medicamentos, instalar esgoto, etc. em sua favela. Magrinho é criminoso porque ele mata, mas provavelmente é muito menos criminoso que Jader Barbalho. Se ele não matasse, ele seria um Robin Hood… mas não, ele mata.  Magrinho deve ter metade da idade de Jader Barbalho e certamente não chegará a idade desse último. Na favela ou na cadeia, não vai durar muito tempo e logo o esqueceremos (exceto suas vítimas e os habitantes da sua favela). Jader Barbalho é outra história: seu nome ficará eternamente registrado em grandes avenidas, etc. A lógica parece uma loucura, mas a loucura faz parte dessa sociedade brasileira (e também global) tão deturpada na qual vivemos. Como disse o detetive anti-sequestro, não temos um policial para cada rico em São Paulo. Os inseguros de carros blindados se sentem no direito de ostentarem sua riqueza. Esses tem uma visão muito peculiar da vida: eles se acham melhores, mas não sentem obrigação nenhuma com a construção de uma sociedade melhor, apenas se o ato lhe trouxer uma massagem egóica – claro. Já ouvi comentários do tipo: “o rico é mais evoluído, o pobre é menos evoluído porque ainda precisa se preocupar com as necessidades básicas”. No filme, um dos melhores exemplos nesse quesito é o Mr. M, o mais típico paulistano novo rico de carro blindado com toda ignorância que lhe cabe e sem a menor noção de ridículo. Por outro lado, um exemplo de consciência é a garota que um dia foi sequestrada, teve sua orelha reconstruída e diz entender a cabeça de seus sequestradores: “eles nasceram na violência e nunca conheceram outro mundo”. Políticos como Jader Barbalho impossibilitam que os milhões que nasceram na pobreza conheçam um mundo melhor. Numa metáfora perfeita, o escândalo da SUDAN mostra que Barbalho trata suas rãs em cativeiro da mesma forma que trata seus eleitores. Ambos não tem futuro. Os Barbalhos são os piores sequestradores do Brasil, eles roubam o futuro do povo brasileiro.

Dois Criminosos

Barbalho, o melhor fabricador de criminosos como Magrinho

Mr. M: o mais típico exemplo do paulistano  novo rico de carro blindado com toda ignorância que lhe cabe sem a menor noção de ridículo.

Mr. M: o mais típico exemplo do paulistano novo rico de carro blindado com toda ignorância que lhe cabe sem a menor noção de ridículo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s