Tag Archives: ayaan hirsi ali

Equality is better than slavery; Freedom is better than a cage.

Standard
War on Women

War on Women

“”I admit to myself long ago that there is no dignity in preserving and promoting our identity. From experience, I say that there is nothing good to encourage immigrants to live with their habits, traditions and religious dogmas of their countries of origin.

It seems to me that no tradition or culture itself deserves respect, only actions that promote human welfare deserve to be cultivated. Whether traditional or not. If adherence to tradition conflicts with the welfare of the individual and human rights, individual rights should always prevail. And the modern secular societies of Europe maintain those rights better than gated communities and oppression of immigrants who have made so much effort to put their families in these societies, and then try desperately to remain unaffected by their values​​.

The doctrine of multiculturalism traps girls in bondage and abuse, and holds the minds of many children under the guise of tradition and religious dogma. There are many ways to help an individual on poverty. Food, water, relief, remedies. But there is also the provision of a new and better way of life. A way of life that will launch them into modernity. And a new identity sometimes better.

It is best to choose and think for themselves than to be indoctrinated and brainwashed. Equality is better than slavery. Freedom is better than a cage. Multiculturalism preserves cages and slavery. “”

Ayaan Hirsi Ali

Ayaan Hirsi Ali

Ayaan Hirsi Ali – Somali writer, author of the bestselling autobiography “Infidel: the story of a woman who challenged Islam”, awarded the Freedom Prize of Denmark’s Liberal Party and the Liberal Party’s Democracy Prize of Sweden “for her courageous work – democracy, human rights and women’s rights. “

Igualdade é melhor que escravidão; Liberdade é melhor que uma gaiola.

Standard
War on Women

War on Women

“”Já admiti para mim mesma há muito tempo que não há dignidade na preservação ou na promoção da nossa identidade. Por experiência própria, eu digo que não há nada de bom em encorajar imigrantes a seguirem com seus hábitos, tradições e dogmas religiosos dos seus países de origem.
Me parece que nenhuma tradição ou cultura merece respeito em si, apenas as ações que promovem o bem-estar humano merecem ser cultivadas. Sejam elas tradicionais ou não. Se o respeito à tradição entra em conflito com o bem-estar do indivíduo e com os direitos humanos, os direitos individuais devem sempre prevalecer. E as modernas sociedades seculares da Europa mantêm esses direitos melhor do que as comunidades fechadas e opressivas de imigrantes que tantos esforços fizeram para colocar suas famílias nessas sociedades, e que, então, tentam, desesperadamente, permanecer não afetadas pelos seus valores.
A doutrina do multiculturalismo aprisiona meninas na escravidão e no abuso e prende as mentes de muitas crianças sob o pretexto da tradição e do dogma religioso. Existem muitas maneiras de se tirar um indivíduo da pobreza. Comida, água, ajuda de emergência, remédios. Mas há também a oferta de uma nova e melhor forma de vida. Uma forma de vida que vai iniciá-los na modernidade. E uma nova identidade, por vezes melhor.
É melhor poder escolher e pensar por si só do que ser doutrinado e passar por uma lavagem cerebral. Igualdade é melhor que escravidão. Liberdade é melhor que uma gaiola. O multiculturalismo preserva gaiolas e escravidão.””

Ayaan Hirsi Ali

Ayaan Hirsi Ali

Ayaan Hirsi Ali – Escritora somali, autora do best-seller autobiográfico “Infiel: a história de uma mulher que desafiou o Islã”, agraciada com o prêmio Liberdade do Partido Liberal da Dinamarca e com o prêmio Democracia do Partido Liberal da Suécia “por seu corajoso trabalho em favor da democracia, direitos humanos e direitos das mulheres”.